Clínica com Adolescentes

"Uma vez transmitidos os valores sociais mais básicos, há um tempo de suspensão entre a chegada à maturação dos corpos e a autorização de realizar os ditos valores. Essa autorização é postergada. E o tempo de suspensão é a adolescência".

Contardo Calligaris em "A adolescência", 2009.

Pode-se dizer que a adolescência constitui-se em um momento de travessia. Além da elaboração dos ideais propostos pelo universo adulto e do estranhamento causado pelo próprio corpo diante das metamorfoses impostas pela puberdade. Essa passagem envolve ainda as relações com os pares apresentando alguns conflitos caraterísticos que podem fazer emergir os sentimentos de inadequação, tristeza, ansiedade e revolta.

Alguns problemas infantis podem ser revisitados a fim de que se concluam as transformações psíquicas necessárias para que o adolescente possa assumir-se como adulto. Nesse tempo de transição em que o sujeito é convocado a fazer uma escritura singular, a escuta clínica possibilita que essa travessia seja feita na direção de um luto e de uma elaboração dessa nova fase.